Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

Não desistirei...

 

POR FAVOR DESLIGUE O COTONETE

 

 

Sussurro as palavras,
Que quero ouvir,
Só para mim
Com alento...
Divago no tempo,
Que já não tenho
A cada dia, que passa...
Acrescento mais um,
De esperança
Não desistirei do meu sol,
Nem do meu céu, azul
Procuro o pincel...
Com todas as cores
Para colorir,
O vazio incolor,
Que me invade
Vou plantar...
Um novo sonho
Que irá crescer,
E transformar-se...
Num imenso jardim,
de muitas cores
Sacudirei...
O pó que me ofusca
Irei...
Atrás da história colorida
Sempre pintada...
A preto e branco
Seguirei o cheiro...
A primavera
Deixarei de vez...
O inverno...
Cinzento...e frio

sinto-me: triste...
música: Buddha Bar IX - Africa - Cirque du Soleil

publicado por miguel_sousa às 05:24
link do post | comentar | favorito

No chão vazio...

 

POR FAVOR DESLIGUE O COTONETE

 

 

Meu corpo jaz inerte, no silêncio
No chão vazio...de mim
Me evaporo...
Nas cinzas que restam, de nós
Minha sede...
Secou-me a boca
Ansiosa dos teus beijos
Meu sangue...gelou
Sem o teu calor
Meu corpo...
Despido de existência
Jaz inerte no silêncio
No chão vazio...de mim

sinto-me: sem vontade para nada...
música: Buddha Bar IX - Loneliness - Blank and Jones

publicado por miguel_sousa às 04:20
link do post | comentar | favorito

Mar da minha tranquilidade...

 

POR FAVOR DESLIGUE O COTONETE

 

 

O vento sopra, levemente
Soltando uma brisa refrescante
Junto ao pontão me debruço
Olhando o mar...

É manhã cedo, o sol...
Acaba de nascer, timidamente
Aos poucos, aquele lugar deserto...
Se enche de alegria, e cor

O vento...intensifica-se
Fustigando o meu rosto
Até agora, intranquilo
O tempo...vai passando

E eu...

Afasto-me daquele pontão
Onde estive
Contemplando o mar
De águas salgadas, e límpidas

Mar imenso, infindável...
Com ondas, cristalinas
Beijando a praia
De areia fina, e aveludada

Ali estive, a ver o mar...
Absorto, na sua majestosa
Imponência, e imensidão
Observando-o...
Até ao anoitecer

Depois...

Saí daquele pontão
De coração aberto...
E sereno
Fez-me bem...ver o mar imponente
Soltando as vagas na praia

E me fez decidir

Que um dia...e mais outro dia...
E em todas as horas
De todos os dias...
Terei de lá voltar

Ao mar...

Da minha tranquilidade.

sinto-me: desanimado com tudo...
música: Buddha Bar IX - Sleep - Amanaska

publicado por miguel_sousa às 03:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Não desistirei...

. No chão vazio...

. Mar da minha tranquilidad...

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Para ti avô

. Acto de Fé...

. 12 Palavras por ti...

. Silêncio e tanta gente...

. Mais uma descrição do Amo...

. O Amor em 4 etapas...

.subscrever feeds